Ali, onde o tempo não passou...

Cristina Costa e Silva

Cristina Costa e Silva

Jornalista
Tempo leitura1 min

Ali, onde o tempo não passou...

Há sempre aquele lugar onde parece que o tempo não passou, que se esqueceu de trazer para o aqui e o agora. O Porto Santo tem lugares desses. Nas suas próximas férias, quando pensar em descanso, embarque no ferry boat que todos os dias parte do Funchal, enquanto o dia começa e o Mercado dos Lavradores ainda se espreguiça no centro da cidade.

A experiência da viagem começa logo a bordo do navio da Porto Santo Line. Aprecie o recorte inconfundível da Ilha da Madeira, desde o Pico do Arieiro à Ponta de São Lourenço, vislumbre Santana ao fundo, no mar do norte, elevada na encosta e comece a perceber, no horizonte, o encanto de uma ilha perdida no tempo, onde parece que o relógio parou, as folhas do calendário não caíram e todos os anos Cristóvão Colombo desembarca em Setembro num festival que recria a sua chegada.

  • Natureza

    Um mar de segredos partilhados

    ler artigo
  • Natureza

    Traga os chinelos, nós temos o resto

    ler artigo
  • Natureza

    Morreram navios, nasceram recifes

    ler artigo